Senado aprova uso do FGTS para geração residencial de energia limpa


A Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado (CI) aprovou na quarta-feira, 24 de fevereiro, o uso do FGTS para a compra de equipamentos voltados para a micro-geração de energia elétrica.

Para fazer jus aos recursos, os equipamentos precisam ser instalados em moradia própria e a energia deve ser gerada a partir das fontes hidráulica, solar, eólica ou biomassa.

O trabalhador também precisa comprovar pelo menos três anos de contribuição. Segundo o senador Ciro Nogueira (PP-PI), autor do projeto de lei (PLS 371/2015), os ganhos com a economia de energia serão maiores que o rendimento proporcionado pela aplicação tradicional do FGTS. Além disso, o país ganha com uma matriz energética mais limpa. “Um projeto como esse, principalmente, faz jus ao dinheiro do próprio trabalhador”, destacou o parlamentar à Rádio Senado.

Fonte: Portal EcoD.  Saiba Mais … CLICK AQUI